O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

1604) Uma mensagem de Natal diferente

Esta me foi mandada pelo José Antonio Aleixo da Silva, professor do Departamento de Ciência Florestal da UFRPE e Conselheiro Nacional da SBPC/Nordeste, que faz um boletim diário (ou quase), com o que de melhor é publicado na área da ciência.

Car@s Colegas - MINHA MENSAGEM DE FIM DE ANO

Durante esses 10 anos que edito e publico o “Notícias da SBPC/PE”, uma época de ano sempre me dá muito trabalho é dezembro. É porque neste mês dou uma parada no jornalzinho, mas antes disto tenho que mandar uma mensagem de Natal e Ano Novo prá vocês. Seria facílimo pegar uma dessas legais que rolam na internet e mandar, mas gosto de fazer a coisa diferente.

Este ano estava pensando no que mandar, quando me lembrei de um livro que ganhei de meu amigo Chico (SBPC/PE) intitulado “Deve ser brincadeira, Sr. Feynman”, publicado pela Editora Elsevier, Rio de Janeiro, 2006. Foi escrito pelo próprio Feynman com o título original “Surely you´re joking, Mr. Feynman”.

Para quem não conhece, Richard Philips Feynman que nasceu em New York em 11 de maio de 1918, e faleceu em 15 de fevereiro de 1988, em Los Angeles. Foi um renomado físico, professor da Universidade de Cornell e do Caltech (Califórnia) e vencedor do Prêmio Nobel de Física em 1965, com o trabalho “Eletrodinâmica Quântica”. Acho que vi em algum lugar que ele é considerado o “pai da nanotecnologia”.

Mas por que nesta época falar sobre Feynman? Quem já leu o livro citado acima pode viajar nas “loucuras” de Feynman e, certamente, ficou maravilhad@ com a leitura. É um livro fantástico que não exige sequência de leitura, pois são casos da dele contados por ele mesmo. Vale à pena ler. Vou falar de um deles.

Entre 1951 e 1952, ele passou vários meses no Brasil, dedicando-se ao ensino de física, às praias, e aqui descobriu a teoria das interações fracas.

Como era fanático por instrumentos de percussão, um de seus sonhos era tocar em uma bateria de escola de samba e de tanto que insistiu conseguiu um lugar para tocar frigideira. Fala-se que ele andava pelas praias no Rio de Janeiro tocando frigideira e era conhecido como o “gringo da frigideira”. Mas por mais que treinasse, sempre quando a bateria da escola de samba atravessava nos ensaios, o mestre de bateria dizia: “o gringo outra vez” e isso era uma porrada nele.

Certo dia apareceu um sujeito para fazer teste na bateria da escola de samba, exatamente, prá tocar frigideira. O cara deu um show à parte com a frigideira, Feynman ficou admirado e com medo de ser substituído, perder o lugar que ele tanto lutou prá conseguir. Mas para sua surpresa e imensa alegria, depois do teste, o mestre de bateria falou para o sujeito: você está aprovado, mas ainda tem muito que aprender. Vá tocar ao lado do gringo e preste bem atenção que ele é muito bom tocador de frigideira, vá aprender com ele. Foi uma das maiores alegrias da vida de Feynman, certamente, superior a de quando ele soube que havia ganhado o Prêmio Nobel de Física.

Então colegas de 10 anos e alguns(mas) mais velh@s e outr@s mais nov@s, tudo que desejo prá nós em 2010, é que seja um ano repleto de alegrias que buscaremos conseguir, essas serão as melhores. As que os outros nos proporcionarem serão bem vindas, mas vamos buscar nossas alegrias com muita paz, saúde, amor e fraternidade.

Que 2010 seja o nosso ano 10, porque mesmo com todo avanço da ciência é pouco provável que viveremos outro ano 10.

Sim, um Feliz Natal prá todos. Voltarei em fevereiro de 2010.

Um abraço
Aleixo
Postar um comentário