O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Economia e politica companheiras: o Brasil vai pagar caro pela opcao -Luiz Guilherme Medeiros


Luiz Guilherme Medeiros6:44pm Nov 17 
Após as eleições, os brasileiros descobriram o estado lastimável em que se encontram as contas públicas de nossa nação.

Aparentemente, nossa Carga Tributária de 36% do PIB [1] é insuficiente para o apetite do governo pela riqueza produzida pela sociedade civil.

Comprometido com a sustentação de uma máquina pública inchada, vem ficando difícil para o Planalto conciliar a gastança com os atuais impostos que cobra de nossa população.

O temor do Governo Federal em não conseguir cumprir a meta fiscal de 2014 [2] já era evidência disso.

Como se não bastasse, economistas agora apontam que a presidente pode vir a tomar duas medidas para controlar o estrago em 2015: reduzir os investimentos públicos e aumentar os tributos que o brasileiro deve pagar ao Estado.[3]

A irresponsabilidade da atual gestão irá custar caro tanto para o crescimento do país quanto para a qualidade de vida da população nos próximos anos.

É nosso dever expor esta realidade e trabalharmos para reverter os processos de desmantelamento de nossa economia e democracia.

>> Curta Instituto Liberal do Centro-Oeste

[1] https://www.ibpt.org.br/noticia/1443/Carga-tributaria-brasileira-e-quase-o-dobro-da-media-dos-BRICS
[2] http://www.implicante.org/noticias/governo-envia-a-congresso-projeto-de-lei-que-permite-descumprir-meta-fiscal-de-2014/
[3] http://exame.abril.com.br/economia/noticias/governo-precisara-de-mais-impostos-para-ajustar-contas
Postar um comentário