O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Livro Brasil e Bélgica: Cinco Séculos de Conexões e Interações (disponivel)

Acabo de receber os links para este livro com o qual colaborei:

Eddy Stols, Luciana Pelaes Mascaro e Clodoaldo Bueno (orgs.):  
Brasil e Bélgica: Cinco Séculos de Conexões e Interações 
(São Paulo: Narrativa Um, 2014, 376 p.; ISBN: 978-85-88065-34-5)
disponível: http://www.brasil-belgica.com/arquivos/Ebook_Brasil_Belgica.pdf

Separados por um oceano e milhares de quilômetros, Brasil e Bélgica são mais próximos do que se poderia imaginar. Trazer à tona esse vínculo é a principal missão desta obra, que nos oferece um registro histórico e cultural importante da relação entre os dois países.
Separados por um oceano e milhares de quilômetros, Brasil e Bélgica são mais próximos do que se poderia imaginar. Trazer à tona esse vínculo é a principal missão desta obra, que nos oferece
um registro histórico e cultural importante da relação entre os dois países. A tarefa de desbravar o tema, transformando uma série de informações dispersas em um livro pujante como este, foi brilhantemente desempenhada pelos autores e organizadores, os quais conhecem o assunto em profundidade.
Ao longo dos capítulos, o leitor descobrirá que os laços entre os dois países começaram a ser construídos ainda no Brasil Colônia, há mais de cinco séculos, e foram se estreitando a partir do
intercâmbio cultural e econômico que se seguiu. O relato deixa claro que muitas pessoas e instituições colaboraram para consolidar marcas do Brasil na Bélgica e da Bélgica no Brasil. A elas
cabe nosso agradecimento, pois a proximidade resultou em trocas importantes nas mais diversas áreas, do cinema à gastronomia, passando pelas artes cênicas e plásticas, literatura, música, esportes
e arquitetura.
Além das influências culturais, o livro revela impressionantes alinhamentos religiosos, ideológicos e científicos entre as duas nações. Ao final de cada texto, constatamos a solidez dessa relação e,
em especial, o legado deixado por um país no outro. Fundamental à construção desse legado, a atuação de empresas belgas, como a Tractebel Energia, no Brasil, bem como de companhias brasileiras na Bélgica, contribuíram de forma decisiva não apenas para o desenvolvimento econômico dos dois países, mas também para intensificar o intercâmbio cultural.
Colaborar para que toda essa trajetória conjunta fosse registrada e se tornasse pública foi o que motivou a Tractebel Energia a apoiar a realização desta obra. Estamos certos de que, a partir dela, Brasil e Bélgica passam a ter uma referência bibliográfica tão relevante quanto inspiradora, capaz de demonstrar todos os benefícios da relação respeitosa, harmoniosa e cooperativa entre duas nações.

Faça o download completo ou selecione os capítulos específicos.

Apresentação
Parte 1 - Travessias e Migrações
Parte 2 - Relações Oficiais e Diplomáticas
Parte 3 - Relações Econômicas: Comércio e Empresas
Parte 4 - Colaboração Científica
Parte 5 - Influências Religiosas e Ideológicas
Parte 6 - O Brasil Entra em Cena
Parte 7 - Música
Parte 8 - Cinema e Televisão
Parte 9 - Artes Plásticas
Parte 10 - Arquitetura
Parte 11 - Esportes
Parte 12 - Gastronomia
Parte 13 - Créditos de Imagens


Meu capítulo é o seguinte:
A diplomacia brasileira perante o potencial e as pretensões belgas”, pp. 57-60.
Disponível:  http://goo.gl/GwxXaw
ou: http://www.brasil-belgica.com/arquivos/Brasil_Belgica_Parte_2_Relacoes_Oficiais_e_Diplomaticas.pdf
Também disponível em Academia.edu (link: https://www.academia.edu/9818649/107_A_diplomacia_brasileira_perante_o_potencial_e_as_pretens%C3%B5es_belgas_2014_).
Paulo Roberto de Almeida
Postar um comentário