O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Historia da Literatura Ocidental - Otto Maria Carpeaux: disponivel

Uma oportunidade a não perder, para quem não tem a edição impressa da monumental obra do grande intelectual austríaco, naturalizado brasileiro, Otto Maria Carpeaux (nome afrancesado a partir do original em alemão), um dos maiores conhecedores da literatura universal, em especial a ocidental.


Resumo

Apresentada em quatro alentados volumes, esta é uma das mais importantes obras publicadas no Brasil no século XX. A Folha de S.Paulo, no final do século passado, reuniu especialistas para escolher as cem melhores obras de não-ficção do século XX e a História da literatura ocidental de Carpeaux alcançou o 18.º lugar.
No primeiro volume, Otto Maria Carpeaux (Viena, 1900-Rio de Janeiro, 1978) parte da Antiguidade greco-latina, percorre as expressões literárias da Idade Média e analisa o Renascimento e a Reforma. No segundo volume, faz a exegese do Barroco e do Classicismo, analisa a poesia, o teatro, a epopeia e o romance picaresco, entre outros temas e autores, tais como Cervantes, Góngora, Shakespeare e Molière. Ainda no segundo volume, continua o estudo do neobarroco, do Classicismo racionalista, do Pré-Romantismo, os enciclopedistas e o que chama de “o Último Classicismo”. O terceiro tomo refere-se à literatura do Romantismo até nossos dias. Nele está incluído o Romantismo brasileiro, o que contribui para o entendimento de autores brasileiros como José de Alencar, Castro Alves e Álvares de Azevedo, além de Machado de Assis na sua fase cunhada de “romântica”. Ainda nesse terceiro volume, estão o Realismo e o Naturalismo e seu espírito de época: Balzac, Eça, Tolstói, Zola, Dostoiévski, Melville, Baudelaire, Machado, Aluísio Azevedo, Augusto dos Anjos, entre tantos autores, aqui são estudados para expressar um período de grande transformação social com o aparecimento do marxismo e das lutas sociais mais politizadas. O quarto volume traz extensa análise sobre a atmosfera intelectual, social e literária do fin du siècle oitocentista e o surgimento do Simbolismo naquilo que o autor chama de “a época do equilíbrio europeu”. E, por fim, depois de enveredar pelas vanguardas do século XX e de fazer esboço das tendências contemporâneas, o autor austro-brasileiro encerra sua obra, monumental não somente pela extensão e abrangência de autores e estilos de época, mas também pela verticalidade com que analisa e aprofunda cada época, autor e assunto. Elogiada por Antonio Candido, Drummond, Álvaro Lins, Aurélio Buarque de Holanda e outros intelectuais e escritores, a História da literatura ocidental de Otto Maria Carpeaux é definitiva, enciclopédica e multidisciplinar, fundamental na bibliografia literária e cultural brasileira. Vol. 107A: CXLIV + 542 páginas; Vol. 107B: 816 páginas; Vol. 107C: 732 páginas; Vol. 107D:796 páginas 

Baixe o livro em pdf: http://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/528992



Postar um comentário