O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

Mostrando postagens com marcador Funag. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Funag. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Embaixador Alberto da Costa e Silva: Percursos Diplomáticos (15/01/2018)

https://www.youtube.com/watch?v=8r2xkrayOZs

Palestra Percursos Diplomáticos - Embaixador Alberto da Costa e Silva

Neste link se pode assistir à palestra do Embaixador Alberto da Costa e Silva na série Percursos Diplomáticos, criada pelo IPRI em cooperação com o Instituto Rio Branco.
Esta palestra foi excepcionalmente gravada no Rio de Janeiro:

O evento foi realizado em 15 de janeiro de 2018, por ocasião da visita dos alunos do Instituto Rio Branco (IRBr) à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Além de diplomata, o embaixador Alberto da Costa e Silva é poeta, ensaísta, historiador e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL). É um dos maiores estudiosos da história e da cultura da África.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Prata da Casa 2018: livros de diplomatas publicados pela Funag - Paulo Roberto de Almeida

Uma nova versão, ampliada, revista, atualizada de todas as minhas resenhas (mini e normais) dos livros dos diplomatas, mas exclusivamente os publicados pela Funag, com uma única exceção: o livro do embaixador Rubens Ricupero: A Diplomacia na Construção da Nação, 1750-2016.
Este meu Prata da Casa 2018 está disponível na plataforma Academia.edu, no link seguinte: https://www.academia.edu/35800309/Prata_da_Casa_livros_de_diplomatas_publicados_pela_Funag_2018

 


George Orwell introduced Newspeak, a language
“whose vocabulary gets smaller every year”...

O ofício da escrita é a arte de cortar palavras.
Graciliano Ramos, Ernest Hemingway, John Steinbeck,
e muitos outros mais...

Dedicado a todos os colegas que – não contando telegramas, ofícios e demais expedientes da carreira diplomática – fazem das leituras dos livros, e dos escritos sobre eles e em torno deles, atividades relevantes como forma de lazer intelectual.
Paulo Roberto de Almeida



Sumário

pág. 11

Índice Geral
pág. 15

Introdução do autor
pág. 21

Primeira Parte
História diplomática brasileira
pág. 27

Segunda Parte
Política externa do Brasil
pág. 97

Terceira Parte
Relações internacionais, política e economia mundiais
pág. 125

Quarta Parte
Sociologia, cultura, memória
pág. 155

Livros de Paulo Roberto de Almeida
pág. 169

 
Apresentação


As resenhas reunidas no presente volume representam uma pequena parte, embora a mais importante no período recente, de minha produção intelectual, aqui focada na leitura crítica e na elaboração de breves resenhas em torno de uma seleção pessoal dos livros escritos pelos meus colegas diplomatas, publicados pela Fundação Alexandre de Gusmão. Não é segredo para ninguém que sou alguém que vive com os livros e para os livros. Aliás, eu não hesito em confessar a minha “loucura gentil” por esses simpáticos objetos de lazer e de estudo, uma espécie de “enfermidade espiritual” que, caso se tornasse uma epidemia literária irremediavelmente contagiosa, beneficiaria bem mais a humanidade. Essa atração por esses objetos de prazer intelectual, além de demonstrar minha forte propensão à aquisição de novos conhecimentos, tem a vantagem de resultar em inúmeras resenhas, e não apenas as que são geralmente coletadas no Boletim (agora Revista) da Associação dos Diplomatas Brasileiros (ADB), e que agora tenho o prazer de editar em formato de livro para leitura dos interessados.

Como adiantado acima, a totalidade dos livros resenhados por mim, em formato maior ou menor, foi escrita pelos diplomatas, e publicados pela Funag, a qual integro desde agosto de 2016, na qualidade de Diretor do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais, IPRI, um dos dois órgão subordinados da Funag, junto com o Centro de História e Documentação Diplomática, CHDD, situado no Rio de Janeiro. A Funag se converteu, desde muitos anos, na maior editora brasileira de obras de diplomatas e de não diplomatas, livros que apresentam interesse para a política externa e as relações internacionais do Brasil, para a sua história diplomática, assim como em diferentes outras vertentes relevantes para o estudo, a pesquisa e o desempenho funcional dos diplomatas, tanto quanto em prol da comunidade universitária. Os acadêmicos dedicados a essas áreas, professores e estudantes, pesquisadores de temas da diplomacia brasileira, assim como os próprios diplomatas, encontrarão aqui resenhas de muitos dos livros escritos por diplomatas, e que, em formato resumido ou mais amplo, já se encontram, em sua quase totalidade, disponíveis na Biblioteca Digital da Funag.

A Associação dos Diplomatas Brasileiros, entidade autônoma representando os profissionais da carreira diplomática, começou a publicar, pouco depois de sua fundação, mais de duas décadas atrás, um pequeno boletim trimestral veiculando matérias de interesse geral e corporativo. Foi nesse Boletim, agora Revista, que foi publicada a maior parte das resenhas aqui coletadas, sob a rubrica “Prata da Casa”, como forma de divulgar aos próprios diplomatas, assim como ao público externo, a produção dos diplomatas sobre aspectos diversos da atividade diplomática e internacional do Brasil, fazendo ao mesmo tempo registros, em formatos variados, dos livros que os diplomatas escrevem e publicam por outras editoras, universitárias ou comerciais. No “Prata da Casa” da ADB, o formato habitual é o de mini-resenhas (incluindo a reprodução reduzida da capa) dos livros dos diplomatas, não excluindo, eventualmente, resenhas maiores. Desde 2004, eu assumi em caráter voluntário a responsabilidade por essa seção do periódico da ADB, na maior parte das vezes, aliás, sem a minha assinatura, de maneira a preservar a necessária discrição sobre os julgamentos efetuados. É essa coleção de resenhas, mas unicamente uma seleção (excluindo os títulos puramente literários), que é agora apresentada neste volume, organizada tematicamente, com o objetivo de levar a um público mais amplo o esforço conduzido de maneira sistemática por mim no sentido de apresentar aos colegas e, de maneira geral a todos os interessados, um breve sumário dos livros escritos pelos diplomatas e publicados pela Funag nos campos de seu interesse profissional.

Nas últimas décadas, justamente, a Funag publicou centenas de livros, entre teses do Curso de Altos Estudos, trabalhos do Instituto Rio Branco, transcrições de seminários por ela organizados, obras diversas realizadas por diplomatas no ambiente acadêmico ou profissional, bem como muitos outros trabalhos de pesquisadores voltados para o estudo dos temas que pertencem ao universo intelectual das relações internacionais e da política externa do Brasil. Nem todos esses livros comparecem aqui, mas a amostra reunida é representativa do que melhor se publicou dentro do Itamaraty, nas últimas décadas, podendo, assim, servir como uma espécie de diretório da produção especializada nessa área. A Funag também publicou, embora em número menor, obras no gênero literário (poesias, contos, romances), que resultaram de concursos patrocinados por ela e pelo Itamaraty, dentro e fora do Brasil. Mas esse acervo está bem menos representado aqui, em virtude das afinidades eletivas do autor com a produção nas área de humanidades e de ciências sociais aplicadas.

Este livro constitui, assim, uma pequena amostra dessa produção intramuros, e tem a vantagem de relembrar aos pesquisadores e aos jovens estudantes da área quanto coisa ainda precisa ser lida para se obter, ao menos pela súmula do que se publicou de mais relevante, uma espécie de curso ex-cátedra de diplomacia prática, como também de memória histórica do Itamaraty. Nesse sentido, ele é uma obra de referência sobre a produção acumulada nas últimas décadas e deve interessar a todos, profissionais, pesquisadores e aspirantes à carreira.
Este resenhista fez a sua parte: cabe agora a cada um desfrutar da produção já acumulada no catálogo da Funag a partir dos aperitivos, grandes ou pequenos, oferecidos neste volume. Tenham todos bom proveito nesta leitura e, podendo, recorram às fontes originais, quase todas indicadas na Biblioteca Digital da Funag.

Paulo Roberto de Almeida
Brasília, 31 de janeiro de 2018


Índice Geral



  
Primeira Parte
História diplomática brasileira
pág. 25 
Pensamento Diplomático Brasileiro, 1750-1964
       José Vicente Pimentel (org.)
História da Política Exterior do Brasil (1500-1825)
       Renato Mendonça
Navegantes, Bandeirantes, Diplomatas; As Fronteiras do Brasil
       Synesio Sampaio Goes Filho
Formação da Diplomacia Econômica no Brasil
        Paulo Roberto de Almeida
A Revolução de 1817 e a História do Brasil
       Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
José Bonifácio, o primeiro chanceler do Brasil
       João Alfredo dos Anjos
O Visconde do Uruguai e sua atuação diplomática
       Miguel Gustavo de Paiva Torres
A Abertura do Amazonas à navegação e o Parlamento brasileiro
       Paulo Roberto Palm
Varnhagen (1816-1878): diplomacia e pensamento estratégico
       Sérgio Eduardo Moreira Lima (org.)
A Missão Varnhagen nas Repúblicas do Pacífico: 1863 a 1867
        CHDD; Arno Wehling
A Monarquia e a República: relações Brasil-Estados Unidos no Império
        Marcelo Raffaelli
O Conselho de Estado do Império; Pareceres dos consultores jurídicos
       Secretaria dos Estrangeiros; CHDD-Funag
Visconde do Rio Branco: A política exterior no Parlamento imperial
        Álvaro da Costa Franco (org.)
A Política Exterior do Império
       João Pandiá Calógeras
Oliveira Lima e as relações exteriores do Brasil
       Maria Theresa Diniz Forster
Ilha da Trindade: a ocupação britânica (1895-1896)
       Martin Normann Kämpf
Obras do Barão do Rio Branco
       José Maria Paranhos da Silva Jr.; Manoel G. Pereira (ed.)
Barão do Rio Branco: 100 Anos de Memória
       Manoel Gomes Pereira (org.)
O Barão, em exposição e em caricaturas da época
       Luís Cláudio Villafañe G. Santos; Ângela Porto
Rio Branco: Biografia Fotográfica,1845-1995
       Rubens Ricupero; João Hermes Pereira de Araújo (org.)
O Barão do Rio Branco: missão em Berlim – 1901/1902
       Luiz Felipe de Seixas Corrêa
II Conferência da Paz, Haia-1907: correspondência Rio Branco-Rui Barbosa
        CHDD; Carlos Henrique Cardim
Dois séculos de história da organização do Itamaraty
       Flavio Mendes de Oliveira Castro
O meu velho Itamarati
       Luís Gurgel do Amaral
O Brasil e o mundo ásio-africano
       Adolpho Justo Bezerra de Menezes
Relações Brasil-Paraguai: afastamento, reaproximação, 1889-1954
       Francisco Doratioto
Guia dos Arquivos Americanos sobre o Brasil
       Paulo R. de Almeida, Rubens Barbosa, Francisco Rogido (orgs.)
A Crise da Imigração Japonesa no Brasil (1930-1934)
       Valdemar Carneiro Leão
A Politica Externa Após a Redemocratização
       Fernando de Mello Barreto
Oswaldo Aranha: um estadista brasileiro
       Sérgio Moreira Lima, Paulo R. de Almeida, Rogério S. Farias (orgs.)
A diplomacia na construção do Brasil, 1750-2016
       Rubens Ricupero
A diplomacia do marechal: intervenção estrangeira na Revolta da Armada
        Sérgio Corrêa da Costa

Segunda Parte
Política externa e diplomacia brasileira
pág. 95
O Brasil nas Nações Unidas, 1946-2011
       Luiz Felipe de Seixas Corrêa (org.)
O Brasil e as Nações Unidas
       Ronaldo Mota Sardenberg
Política Externa Independente
       San Tiago Dantas
A Política Externa Independente e o Pragmatismo Responsável
       Luiz Fernando Ligiéro
Diplomacia cultural: seu papel na diplomacia brasileira
       Edgard Telles Ribeiro
O Brasil e as Nações Unidas, 70 anos
       Paulo Roberto C. T. da Fontoura; Maria Luísa Escorel; Eduardo Uziel (orgs.)
Repertório da prática brasileira do Direito Internacional
       Antonio Augusto Cançado Trindade:
A América do Sul no discurso diplomático brasileiro
       Luís Cláudio Villafañe G. Santos
O Senado brasileiro e o sistema multilateral de comércio (1946-1967
        Felipe Hees
A Política externa brasileira e a questão cubana, 1959-1986
       Gustavo Henrique M. Bezerra
A plataforma continental brasileira e o direito do mar
       Luiz Alberto Figueiredo Machado
Diplomacia e defesa: segurança hemisférica pós-Guerra Fria (1990-2000)
       Paulo Cordeiro de Andrade Pinto
O Conselho de Defesa Sul-Americano (CDS): objetivos e interesses do Brasil
       Ana Patrícia Neves Tanaka Abdul-Hak
Terrorismo e política externa brasileira após o 11 de setembro
       Ciro Leal M. da Cunha
A Convergência macroeconômica Brasil-Argentina
        Leonardo Carneiro Enge
A importância da Espanha para o Brasil: história e perspectivas
        Sérgio Eduardo Moreira Lima (org.)

Terceira Parte
Relações internacionais, política e economia mundiais
pág. 123 
Os tribunais internacionais contemporâneos
       Antônio Augusto Cançado Trindade
Desafios do Direito Internacional contemporâneo
       Antonio Cachapuz de Medeiros (org.)
Instituições de Bretton Woods
       Carlos Márcio B. Cozendey
A Organização Mundial do Comércio
       Paulo Estivallet de Mesquita
Diplomacia brasileira para a paz
       Clóvis Brigagão e Fernanda Fernandes (orgs.)
Viagens no multiculturalismo
       José Augusto Lindgren Alves
A OMC e a reforma agrícola
       Maria Nazareth Farani de Azevedo
Diversidade cultural e livre-comércio: antagonismo ou oportunidade?
       Vera Cíntia Alvarez
O Conselho de Segurança após a guerra do Golfo
       Antonio de Aguiar Patriota
Cultura política e elementos de análise da política venezuelana
       Rômulo Figueira Neves
A Liberalização do comércio de serviços no Mercosul
       Michel Arslanian Neto
A Política externa da Inglaterra: análise histórica
       Daniel Costa Fernandes
Comércio internacional e crescimento econômico no Brasil
       Sarquis José Buainain Sarquis
Os novos Bálcãs
       José A. Lindgren Alves
Diplomacia, sistemas nacionais de inovação: estudo comparado
       Ademar Seabra da Cruz
Fim da era do petróleo e a mudança do paradigma energético mundial
       Fernando Pimentel
A diplomacia contemporânea dos Estados Bálticos
       José Estanislau do Amaral
Os sertões e os desertos: o combate à desertificação
       André Heráclio do Rêgo
O Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares (CTBT)
       Maria Feliciana N. Ortigão
Conferências de desenvolvimento sustentável
       André Aranha Corrêa do Lago
As Nações Unidas e a luta internacional contra o racismo
       Silvio José Albuquerque e Silva
Esporte, poder e relações internacionais
       Douglas Wanderley de Vasconcellos
O Brasil, os BRICS e a agenda internacional
       José Vicente Sá Pimentel (org.)
A questão das drogas nas relações internacionais
       Luiza Lopes da Silva
Investidores soberanos, política internacional e interesses brasileiros
       Elias Luna A. Santos
Transformação do etanol em commodity
       Emerson Coraiola Kloss
Os bancos de desenvolvimento e a integração da América do Sul
       Augusto César B. de Castro
Indústria de defesa e desenvolvimento estratégico: França-Brasil
       Regiane de Melo
O Conselho de Segurança, as missões de paz e o Brasil
       Eduardo Uziel
A evolução do processo de tomada de decisão na União Europeia
       Bernard J. L. de G. Klingl
Economia criativa: implicações para a política externa brasileira
       Mariana Gonçalves Madeira
Sanções do CSNU: Direito Internacional e prática brasileira
       Marcelo Baumbach
A aplicação dos atos de organizações internacionais no Brasil
       Daniela Arruda Benjamin
A nova Rota da Seda: caminhos para a presença brasileira na Ásia
       Ricardo Luís Pires
Bolívia: a criação de um novo país
       Alfredo José Cavalcanti Jordão de Camargo
O Conselho Econômico e Social e suas propostas de reforma
       José Ricardo da Costa Aguiar Alves
A política externa alemã: de Gerhard Schröder a Angela Merkel
       Marcelo P. S. Câmara
Conselho de Segurança das Nações Unidas
       Eugênio V. Garcia
Desarmamento e temas correlatos
       Sergio de Queiroz Duarte
O Grupo de Ação Financeira Internacional (GAFI)
       Luiz Maria Pio Corrêa
Crise e reforma da Unesco: o poder brando do Brasil no plano multilateral
       Nilo Dytz Filho
BRICS: estudos e documentos
       Renato Baumann et alii
Global governance, Crossed perceptions
       Sérgio Eduardo Moreira Lima (ed.)
Bens Ambientais, OMC e o Brasil
       Erika Almeida Watanabe Patriota
Instituto de cultura como instrumento de diplomacia
       Acir Pimenta Madeira Filho
O tratamento especial e diferenciado: do GATT à OMC
       Letícia Frazão Alexandre
Exposições universais e diplomacia pública
       Flavio Goldman
Desafios da diplomacia econômica na perspectiva de jovens diplomatas
       Samo S. Gonçalves (org.)
Direito Ambiental: o legado de Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
       Paulo Borba Casella et alii

Quarta Parte
Sociologia, cultura, memória
pág. 153 
História da ciência
       Carlos Augusto de Proença Rosa
Diplomacia e Academia
       Gelson Fonseca
O legado do discurso: Brasilidade e Hispanidade no pensamento social
       Everton Vargas
Dom Pedro II: Imperador do Brasil (O Imperador visto por Rio Branco)
       Benjamin Mossé; Barão do Rio Branco
A Ordem Injusta
       Alexandre Guido Lopes Parola
Otávio Augusto Dias Carneiro, um pioneiro da diplomacia econômica
       Teresa Dias Carneiro
Um mundo que também é nosso: o pensamento de Araujo Castro
        João Augusto Costa Vargas
Paulo Nogueira Batista: pensando o Brasil; Arquivo no Cpdoc
       Paulo Nogueira Batista Jr. (org.); Suely Braga da Silva
Nos bastidores da diplomacia: memórias diplomáticas
       Vasco Mariz
Recordações de um removedor de mofo no Itamaraty
       Ovídio de Andrade Melo
Três séculos e uma geração
       Oscar S. Lorenzo Fernandez
A influência africana no Português do Brasil
       Renato Mendonça
Por dentro do Itamaraty: impressões de um diplomata
        André Amado
Por uma academia renovada: formação do diplomata brasileiro
       Fernando Guimarães Reis
O Museu Histórico e Diplomático do Itamaraty: história e revitalização
       Guilherme Frazão Conduru
Absurdos e milagres: a política externa do lusotropicalismo
       Rafael Souza Campos de Moraes Leme
A passagem do neoestalinismo ao capitalismo liberal na União Soviética
       Abelardo Arantes Jr.
A China e os chins: recordações de viagem
       Henrique Carlos Ribeiro Lisboa
Visões da obra de Hélio Jaguaribe
       Sérgio Eduardo Moreira Lima (org.)
Edmundo P. Barbosa da Silva e a construção da diplomacia econômica brasileira
       Rogério de Souza Farias

Livros de Paulo Roberto de Almeida , 167


Volume disponível na plataforma Academia.edu, neste link: