O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org.

Mostrando postagens com marcador Rogério de Souza Farias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Rogério de Souza Farias. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Relatorios do Itamaraty, do MNE ao MRE: disponiveis

Graças aos excepcionais trabalhos do historiador Rogério de Souza Farias, meu assessor no IPRI, mas cooperando intensamente com o CHDD, dispomos agora de uma base digital dos relatórios do velho ministério dos Negócios Estrangeiros do Império, e de todos os relatórios do ministério das Relações Exteriores, na República, em arquivos acessíveis facilmente:

 Relatórios do Ministério

O primeiro relatório do Ministério dos Negócios Estrangeiros foi publicado em 1823 e a série teve continuidade, com algumas interrupções, até 1988.

Atualmente, há três formas distintas para acessá-la digitalmente – pelo Center for Research Libraries (CRL), pela Biblioteca Nacional e pelo Centro de História e Documentação Diplomática (CHDD).

Center for Research Libraries

Com sede em Chicago, Illinois, o CRL é um consórcio internacional de universidades, faculdades e bibliotecas de pesquisa independentes. Seu projeto para digitalização de documentos latino-americanos, LAMP (Latin American Microform Project), contou com o apoio financeiro da The Andrew W. Mellon Foundation e a parceria da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro para disponibilizar on-line documentos do governo brasileiro entre 1821 a 1993. Os documentos disponíveis do Ministério das Relações Exteriores cobrem o período de 1830 a 1960 e podem ser acessados gratuitamente por meio da página: http://www-apps.crl.edu/brazil/ministerial/relaçoes_exteriores.

Biblioteca Nacional

A BN criou a BNDigital em 2006 e, em 2008, recebeu aporte do Ministério da Cultural para aprofundar o seu segmento de digitalização, tendo concluído os relatórios de 1891 a 1928 e os de 1930 a 1960 em dezembro de 2015 na plataforma DocReader. Ele pode ser acessado em:http://memoria.bn.br/hdb/periodico.aspx

Centro de História e Documentação Diplomática

O CHDD foi criado em 13 de novembro de 1996. Ele tem como propósito promover e divulgar estudos e pesquisas sobre história diplomática e das relações internacionais do Brasil, criar e difundir instrumentos de pesquisa, incentivar e promover a edição de livros e periódicos sobre temas de sua competência, e promover a realização de atividades de natureza acadêmica no campo da história diplomática. Os relatórios do período imperial estão disponíveis no linkhttp://funag.gov.br/chdd/index.php/relatorios-do-ministerio. A série completa está temporariamente no repositório https://archive.org/details/RelatoriosdoItamaraty

Diferenças entre as três bases


A despeito de reproduzirem o mesmo material, há diferenças entre os repositórios. O primeiro é de abrangência. O da CRL vai de 1830 a 1960; o da Biblioteca Nacional, de 1891 a 1960; o do CHDD, de 1826 a 1988. 
A segunda diferença está no nível de acessibilidade dos arquivos digitais. Tanto o CRL como a Biblioteca Nacional não disponibilizam os PDFs completos. A navegação é feita página a página, o que ocasiona certa lentidão na leitura. O CHDD, por sua vez, oferece os PDFs completos dos volumes.
Uma terceira diferença é a viabilidade de pesquisa dentro do arquivo por palavras. Somente a Biblioteca Nacional e o CHDD permitem pesquisas textuais.

Quadro comparativo entre as três bases

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Relatórios do MNE e do MRE de 1826 a 1988; arquivos disponiveis

Relatórios do Itamaraty
By IPRI-FUNAG
Consolidados por Rogério de Souza Farias 

Collection opensource
Language Portuguese

A Fundação Alexandre de Gusmão (Funag), por intermédio de seu Centro de História e Documentação Diplomática (CHDD), apresenta à comunidade acadêmica os relatórios do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.