O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida;

Meu Twitter: https://twitter.com/PauloAlmeida53

Facebook: https://www.facebook.com/paulobooks

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Um novo livro sobre a política externa e a diplomacia brasileira - Paulo Roberto de Almeida


Ainda estou revisando e ultimando a preparação editorial de um novo livro que representa uma compilação de artigos meus sobre a política externa e a diplomacia brasileira.
Eu não o considero um "scholarly work", como se diz na academia americana, ou seja, ensaios dotados de consistência analítica, de aparato bibliográfico, consistindo num acréscimo ao estado da arte no terreno da política externa e da diplomacia brasileira.
Não, não pretendo que ele seja isso: trata-se de um livro de combate, contra o estado lamentável no qual se encontra atualmente tanto uma quanto outra.
Um amigo, do exterior, que sabe de meus escritos, me escreveu o que segue a propósito de meu trabalho. Ele primeiro comentou a minha listagem de trabalhos – apenas para fins de seleção para algum livro futuro, lista que já coloquei aqui https://diplomatizzando.blogspot.com/2020/05/listagem-de-trabalhos-sobre-relacoes.html
– e depois se refere ao novo livro: 


Votre sélection de travaux scientifiques est une vraie encyclopédie de l'analyse sur la politique extérieure du Brésil à travers les temps ! C'est très impressionnant. Un véritable "outil de référence" pour les chercheurs sur la diplomatie brésilienne. Je vais m'y "plonger" (comme on dit en français...). Même si j'en connais déjà, avec une grande joie intellectuelle, un certain nombre.

Quant à votre nouvel ouvrage, je comprends bien entendu fort bien votre état d'esprit... C'est celui d'un patriote, d'un universitaire, d'un diplomate, d'un chercheur qui travaille depuis des décennies au profit du rayonnement international du Brésil. Et qui voit tout cela être détruit systématiquement avec des effets catastrophiques. C'est donc ce que l'on peut appeler un "ouvrage de combat" ! Combat contre la bêtise, l'ignorance, la vilénie (un mot assez "vieille France"...), la méchanceté...

Transcrevo o índice deste livro, sem o seu título e sem o capítulo que deu origem ao título, o que deixo para depois.
Dentro em breve o livro estará disponível..
Paulo Roberto de Almeida

Subtítulo:
ensaios de política externa e de diplomacia brasileira

Índice
Prefácio ,   11

1. A política externa e a diplomacia em tempos de revolução cultural  ,  15
2. De uma diplomacia a outra no Itamaraty: conceitos e práticas  ,  21
3. A destruição da inteligência no Itamaraty  ,  27
4. A ideologia da diplomacia brasileira ,  31
5. Os desastres da política externa do olavo-bolsonarismo  ,  35
6. Questões de diplomacia e de política externa do Brasil ,  41
7. Desafios da diplomacia no Brasil, do lulopetismo ao bolsonarismo ,  49
8. O espectro do globalismo: a emergência da irracionalidade oficial ,  53
9. Manifesto Globalista ,  57
10. (...) ,  69
11. O Itamaraty e a diplomacia brasileira em debate  ,  73
12. Política externa e diplomacia brasileira no século XXI , 81
13. A diplomacia brasileira em tempos de olavo-bolsonarismo ,  99
14. A diplomacia brasileira na corda bamba, sem qualquer equilíbrio , 109
15. Dogmas da diplomacia bolsolavista ,   123
16. Meu ‘manifesto’ diplomático ,  125

Apêndices:
Um darwinista heterodoxo: Stephen Jay Gould e a sobrevivência dos (cientistas) 
       mais aptos  , 129
Livros publicados pelo autor  ,  147
Nota sobre o autor  ,   153


There are, if not universal values, at any rate a minimum without which societies could scarcely survive. Few today would wish to defend slavery or ritual murder or Nazi gas chambers or the torture of human beings for the sake of pleasure of profit or even political good – or the duty of children to denounce their parents, which the French and Russian revolutions demanded, or mindless killings. There is no justification for compromise on this. But on the other hand, the search for perfection does seem to me a recipe for bloodshed, no better even if it is demanded by the sincerest of idealists, the purest of heart. No more rigorous moralist than Immanuel Kant has ever lived, but even he said, in a moment of illumination, ‘Out of the crooked timber of humanity no straight thing was ever made.’ To force people into the neat uniforms demanded by dogmatically believed-in schemes is almost always the road to inhumanity.

Isaiah Berlin, “On the pursuit of ideal”, New York Review of Books (17/03/1988), In: Isaiah Berlin, The Proper Study of Mankind: an anthology of essays (London: Chatto & Windus, 1997), p. 15-16. 


Este livro é dedicado a todos os meu colegas de carreira que conseguem preservar a alta qualidade intelectual dos padrões de trabalho e o sentido de profissionalismo exemplar no desempenho de suas tarefas correntes no âmbito do Itamaraty, assim como aos que, além disso, se preocupam em pensar o passado, o presente e o futuro da política externa brasileira.

Nenhum comentário: