O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Convite: Audiencia Publica sobre Diretrizes Curriculares Nacionais para graduacao em RI

Recebi o convite abaixo: 

-------- Mensagem original --------
Assunto: Convite para Audiência Pública sobre as
Diretrizes Curriculares Nacionais para curso de graduação
 em Relações Internacionais
Data: 24.02.2017 15:03
De:    CNE EVENTOS <cneeventos@mec.gov.br>
Para:    "ipri@funag.gov.br" <ipri@funag.gov.br>
Cópia:    Henrique Sartori De Almeida Prado <henrique.sartori@mec.gov.br>

A Sua Senhoria o Senhor
PAULO ROBERTO DE ALMEIDA
Instituto de Pesquisa em Relações Internacionais

Temos a honra de convidar Vossa Senhoria para participar da Audiência Pública sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para curso de graduação em Relações Internacionais que será realizada no dia 13 de março de 2017, segunda-feira, das 16h às 19h, no Plenário Anísio Teixeira, Edifício Sede do CNE, em Brasília-DF.

Na expectativa de contar com sua participação, solicitamos confirmação de presença por meio do endereço eletrônico cneeventos@mec.gov.br.

Ressaltamos que, para manifestação expressa na Audiência Pública, faz-se necessário o envio de solicitação de intervenção para o endereço eletrônico cneeventos@mec.gov.br, até o dia 9 de março de 2017. Os inscritos dessa forma terão prioridade, pela ordem, à manifestação na Audiência.

Esclarecemos que manifestações de não inscritos serão admitidas, pela ordem, na medida do tempo disponível restante da audiência.

Encaminhamos, em anexo, o texto referência e o formulário de contribuições.
Se possível, solicitamos e agradecemos a divulgação do evento em referência.
Por fim, comunicamos que não será possível a disponibilização de passagens e diárias para participação nesse evento.

Evento: Audiência Pública sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para curso de graduação em Relações Internacionais
Data: 13/3/2017
Horário: das 16h às 19h
Local: Conselho Nacional de Educação. Plenário Anísio Teixeira. SGAS L2 Sul, Quadra 607, Lote 50, Brasília-DF

Atenciosamente,
Henrique Sartori de Almeida Prado
Secretário Executivo do Conselho Nacional de Educação
Endereço: Av. L2 Sul Quadra 607, sala 120
CEP 70.200.670 - Brasília/DF

<Convite Audência Pública DCN Relações Internacionais.pdf>
<Formulário de contribuições - Audiência Pública DCN Relações Internacionais.docx
<Texto referência_audiência pública.pdf>

===============

Respondi o que segue: 

Confirmo minha presença e participação nessa Audiência Pública.
    Como esta é também a via para o envio de solicitações de manifestações, gostaria igualmente de informação sobre minha intenção de manifestar-me na ocasião sobre o relatório proposto pelos dois experts, e procurarei, no momento oportuno, encaminhar meus argumentos por escrito, no formulário apropriado.
    Agradeço o convite e informo que disseminarei a divulgação sobre o evento.   
----------------------------
Paulo Roberto de Almeida
Diretor do IPRI-Funag-MRE
Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais
www.funag.gov.br/ipri

Meus comentários preliminares: 
Como a intenção é divulgar essa audiência pública, está cumprida uma parte da missão, e convido outros interessados a também participarem, sobretudo aqueles dotados de uma visão mais pragmática, menos academicista, dos cursos de RI. Em geral, o mundo essencialmente acadêmico tende a esquecer que nem todo mundo vai, ou maioria não vai, trabalhar no governo, ser diplomata, funcionário internacional ou ficar na própria academia. A dimensão do mercado é absolutamente essencial nessa "profissão", e por isso mesmo minha tendência é dar a maior liberdade e flexibilidade possível às faculdades e cursos, para que componham o núcleo mínimo de créditos com as opções que julgarem mais pertinentes às orientações específicas de seu "nicho de mercado". Alguns cursos se orientarão mais para comércio exterior, outros para integração regional, outros para global business, outros ainda para as relações políticas no seu sentido propriamente onusiano, outros com vocação teórica, etc.
Sou contra a profissionalização dos formandos -- sou contra todas as corporações --, sou contra qualquer reserva de mercado, sou contra regulamentações muito estritas, de maneira geral.
O Brasil é um país corporativo, para não dizer fascista, ao impor obrigações, medidas compulsórias, determinações estritas e detalhadas, enfim, essa parafernália de normas que toma todos os cidadãos por idiotas, ingênuos e incapazes.
Resumo: sou pelas mais AMPLAS LIBERDADES.
Ponto.
(O resto eu direi na Audiência)

Nenhum comentário: