O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

domingo, 2 de junho de 2019

New Yorker registra artigos passados sobre crimes financeiros em Wall Street

Frequentemente, a editoria da New Yorker – uma das melhores revistas do mundo, ao lado da Economist – recolhe artigos passados sobre temas importantes de interesse geral, como é o caso deste registro sobre os grandes crimes financeiros em Wall Street.
Não sou um defensor de Wall Street, e banqueiros, como pessoas normais, são ambiciosos e propensos a se desviar das normas e até da legalidade para ganhar mais, inclusive usando expedientes criminosos. Mas acredito que as grandes crises financeiras são sempre criadas por medidas ou políticas manifestamente insustentáveis em relação aos dados primários das economias de mercado. 
Digo isto porque banqueiros, por mais poderosos que sejam, não detêm o poder regulatório e dependem de políticos, tecnocratas ou responsáveis setoriais da área bancária ou financeira para operar no mercado, uma vez que o Estado sempre se impõe sobre o poder econômico, mesmo quando é fraco. Governos fracos, de países medíocres – isto é, PIBs ridículos – são mais poderosos do que as maiores empresas multinacionais, os grandes bancos, pois podem impor regras sob as quais essas empresas gigantes devem atuar.
Vamos ver o que existe na New York sobre escândalos e crises passadas.
Paulo Roberto de Almeida

New Yorker, Sunday, June 2, 2019

Nenhum comentário: