O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

quinta-feira, 20 de junho de 2019

UniCamp Livre: uma surpresa, ainda a descobrir...

Soube dessa "homenagem" transversalmente, mas ainda não descobri em que ela consiste, ou consistiu, uma vez que se anunciou uma publicação do mês de maio de 2019.
Gostaria de conhecer, mas ainda não tive acesso.
Paulo Roberto de Almeida

(1) Primeiro o que "descobri", inopinadamente: 


(CAPA DA LIBERDADE)
No mês de Maio, vamos homenagear pela página do Unicamp Livre: o diplomata Paulo Roberto de Almeida.
Paulo Roberto é Doutor em Ciências Sociais (Université Libre de Bruxelles, 1984), Mestre em Planejamento Econômico (Universidade de Antuérpia, 1977), Licenciado em Ciências Sociais pela Université Libre de Bruxelles, 1975). É diplomata de carreira, por concurso direto, desde 1977; serviu em diversos postos no exterior e exerceu funções na Secretaria de Estado, geralmente nas áreas de comércio, integração, finanças e investimentos. Foi professor de Sociologia Política no Instituto Rio Branco e na Universidade de Brasília (1986-87) e, desde 2004, é professor de Economia Política no Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) em Direito do Centro Universitário de Brasília (Uniceub). É editor adjunto da Revista Brasileira de Política Internacional, colabora com várias iniciativas no campo das humanidades e ciências sociais, e participa de comitês editoriais de diversas publicações acadêmicas. Desde agosto de 2016 até o começo de 2019 foi Diretor do Instituto Brasileiro de Relações Internacionais (IPRI), afiliado à Fundação Alexandre de Gusmão (Funag), do Ministério das Relações Exteriores.
Paulo Roberto de Almeida sofreu perseguição pelo Governo Lula devido as suas ideias. E novamente ele acabou tendo atritos com o atual Ministro de Relações Exteriores Ernesto Araújo.
Paulo Roberto de Almeida é o principal estudioso da obra do economista Roberto Campos. Analisando principalmente as críticas que o mesmo fazia da Constituição de 1988.
Pela grande obra, estamos honrados em ilustrar a capa do nosso perfil com a sua foto.

(2) Agora minha reação, sem saber ainda exatamente do que se trata: 

Confesso que não estava sabendo dessa, digamos, "homenagem" de um pessoal da UniCamp que eu também confesso não conhecer diretamente, ou pelo menos não saber de quem se trata e por quais razões eles se decidiram prestar essa, vai lá, "homenagem", que certamente me envaidece e sensibiliza. Mas, adianto, não combinei com ninguém, e sequer sabia da existência desse grupo.
Curioso que, menos de um ano atrás, eu mandava para um outro grupo, de pós-graduandos em Economia, que mantém algo chamado  "Leituras de Economia Política", um artigo de "leituras" dos livros e do pensamento em economia do Roberto Campos, justamente. O artigo foi recusado, sob a alegação de que não se enquadrava na "linha editorial" da referida publicação, o que eu achei um tremendo sectarismo. É muito provável (mas estou chutando) que o pessoal desse grupo de pós-graduandos em Economia seja inteiramente devotado a ideias desenvolvimentistas, keynesianas, enfim, "unicampistas", como é conhecido, mas daí a constatar que eles se recusam a dialogar, mesmo indiretamente, com economistas liberais como o Roberto Campos, é um choque de realidade, quanto o sectarismo boçal prevalece mesmo certos meios ditos "cultos".
Mas, ainda não vi a tal "homenagem" que o grupo UniCamp Livres acaba de me fazer; vou tentar achar, mas se alguém quiser me enviar eu agradeço. 

Paulo Roberto de Almeida 
Brasília, 20/06/2019




Nenhum comentário: