O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

domingo, 3 de novembro de 2019

Contradições libertárias-bolsonaristas - Paulo Roberto de Almeida

Ontem eu tive uma aula sobre os paradoxos cognitivos de um país politicamente surrealista-dadaísta, situado a centro-leste da América do Sul. 
Alegados liberais, supostos libertários, conservadores autodidatas expressando seu contentamento com a personalidade mais autoritária, mais estatizante, mais ignorante e potencialmente uma das mais corruptas e criminosas de que se tem notícia na vida política dos últimos 500 anos nesse bizarro país.
Eis as notas que tomei depois do convescote, com direito a hurras e palmas de aprovação ao patético personagem e algumas vaias a quem buscava demonstrar a verdadeira face do nefando dirigente:



Participando de um encontro  em principio voltado para ideias de liberdade, congregando, portanto, liberais, libertários, anarco-capitalistas e até conservadores, descobri, supreso, que essa tribo variada compreende inclusive admiradores ferrenhos de Bolsonaro. Contradição total.

Sinceramente não compreendo, e estou chocado até agora, como pessoas que se acreditam liberais podem, ao mesmo tempo, aprovar e admirar um tipo tosco, vulgar, autoritário, ignorante e sobretudo estatista até os ossos como Bolsonaro. Ingênuos, confusos, contraditórios? Escolham...

Uma verdadeira contradição nos termos a pessoa se pretender liberal ou mesmo conservadora e ser ao mesmo tempo admiradora de um personagem tão medíocre, situado nas antípodas do que seja o liberalismo ou o conservadorismo, protetor de milícias criminosas. São os novos sem noção?

Descobri, também, que alguns que se pretendem liberais conseguem ser tão intolerantes — contra os socialdemocratas, por exemplo — quanto a extrema-direita o é contra marxistas, petistas, esquerdalha, etc. Chocante esse sectarismo fundamentalista, tudo isso em nome da liberdade?!?

Paulo Roberto de Almeida 
São Paulo, 3/11/2019

Nenhum comentário: