O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Tango do Mercosul: querelas Venezuela-Paraguai

Venezuela pede a diplomatas paraguaios que deixem país

   A Venezuela pediu a quatro diplomatas paraguaios que deixem Caracas em um prazo que o Paraguai considerou “exíguo”, em uma nova rusga entre os dois países que mantêm relações congeladas há mais de três meses.
O Paraguai retirou seu embaixador de Caracas após a posse do presidente Federico Franco no lugar do socialista Fernando Lugo, que foi destituído em um polêmico processo de impeachment no final de junho. O embaixador venezuelano também deixou Assunção.
- Fomos notificados verbalmente (sobre a expulsão), e pedimos que o façam por escrito. Dizem que vão fazer e a partir da notificação por escrito, (os diplomatas paraguaios) têm 72 horas para abandonar o país. Nos parece um prazo extraordinariamente curto – disse o chanceler do Paraguai, José Félix Fernández Estigarribia, a uma emissora de TV de Assunção.
- Acredito que seja um fato irreversível que toma o governo da Venezuela, e que complica ainda mais a possibilidade de solucionarmos este tema é um problema enorme, temos uma enorme quantidade de paraguaios na Venezuela – acrescentou o chanceler.
Autoridades venezuelanas contactadas em Caracas recusaram-se a confirmar a versão paraguaia.
A Venezuela considera que o impeachment de Lugo constituiu um rompimento com a democracia, uma posição que foi assumida também pelos países do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), que suspenderam o Paraguai após a troca de presidente.
A decisão da Venezuela acontece no momento em que o Paraguai negocia com alguns países sul-americanos o retorno de seus embaixadores e a possibilidade de suspensão das sanções antes das eleições gerais previstas para abril de 2013, segundo autoridades do país.

Nenhum comentário: