O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Uma carta singela, agradecendo o (nao) estado atual do Brasil - de P para D

Mais uma carta a Dilma
(esta também vazou)

                Salvador, 08 de dezembro de 2015.

Senhora mulher sapiens,

Carpe diem (disseram que é chique começar em latim)

Ao contrário do que está pensando, escrevo para agradecer. Sim, juro. Estou muito satisfeita com o bem que a sua gestão tem feito para o país. Em menos de 5 anos de governo, você fez mais oposição ao PT do que o PSDB em toda a sua existência. Seu governo é um case de sucesso na demonstração empírica de todos os princípios liberais. De um jeito meio torto, é verdade. Mas ajudou muito. Obrigada.

1) Você mostrou a merda que dá deixar empresas (Petrobras, Eletrobras, Correios, etc) sob a administração estatal;

2) Provou que interferir artificialmente em preços e juros definitivamente não dá certo, pois uma hora a bomba estoura;

3) Que incentivar o consumo por meio de crédito só gera uma multidão de endividados a médio prazo;

4) Demonstrou divinamente que Thatcher tinha razão: o dinheiro dos outros um dia acaba;

5) Cortou Bolsa Família, Ciência sem Fronteiras, Fies, Minha Casa Minha Vida, etc, apenas para mostrar que se não há produção de riquezas, também não há o que distribuir

6) Acabou com a falácia de que regimes de esquerda são bons para os pobres a longo prazo;

7) Não tem a mesma habilidade do Molusco Al Capone da Silva para esconder os mal feitos e dizer que não sabia de nada (apesar de ser absolutamente crível que tenha assinado Pasadena sem ler);

8) Fazendo tudo errado, fez surgir/crescer no Brasil uma nova corrente de pensamento para se contrapor à intelectualidade de esquerda predominante desde a época da ditadura;

9) E como se não bastasse, ainda ganhou a eleição no ano passado e teve que pagar você mesma pelos erros cometidos, arrasando não apenas a sua própria popularidade, como respingando também no companheiro que fez tudo que você fez, mas era pós – graduado em cara-de-pau (Ok, a gente está tendo que pagar também, mas pelo menos assim ficou claro de quem é a culpa).

Obrigada, valeu mesmo, thank you e gracias!

Agora que já fez o seu papel, acabou a brincadeira. Se pique dessa cadeira e deixe alguém arrumar a bagunça.

Respeitosamente,

Priscila

PS: Estou pensando se a carta que escrevi vai ou não vazar. O linguajar talvez seja impróprio para menores de idade, pois quando penso em Dilma, meus instintos mais primitivos afloram em mim...


==============#########===============

"Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada".

Ayn Rand

Nenhum comentário: