O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

sábado, 11 de maio de 2019

Ricardo Bergamini transcreve frases de Roberto Campos

Prezados Senhores
Confesso minha limitação para entender esse manicômio em que se transformou o Brasil, apenas sei que a oposição ficou sem nenhuma função. 
Na minha experiência profissional como defensor do liberalismo, sempre observei que a direita no Brasil transpira vaidade por todos os poros (luta central é sempre por cargos, títulos e patentes), consequentemente a união sadia é praticamente impossível. Como exemplo posso citar que até a presente data fui expulso de todos os grupos ditos liberais do quais participei. Basta ver o que Roberto Campos escreveu:
Estive certo quando tive todos contra mim (Roberto Campos).
Não sei se continuar solitário no meu liberalismo não seria melhor do que adquirir más companhias (Roberto Campos).
Talvez seja mais fácil lidar com os socialistas arrependidos do que com os capitalistas envergonhados (Roberto Campos).
O primeiro problema do liberalismo no Brasil é existirem poucos liberais (Roberto Campos).
O nacionalismo brasileiro não integra; divide (Roberto Campos).

O Brasil está tão distante do liberalismo como o planeta Terra da constelação de Ursa Maior (Roberto Campos).
A burrice não tem fronteiras ideológicas (Roberto Campos).
A América Latina se desapontou com o capitalismo antes de praticá-lo (Roberto Campos).
Não são muitos os brasileiros que, como eu, terão tido a bizarra experiência de ser enterrados vivos (Roberto Campos).
Ricardo Bergamini

Nenhum comentário: