O que é este blog?

Este blog trata basicamente de ideias, se possível inteligentes, para pessoas inteligentes. Ele também se ocupa de ideias aplicadas à política, em especial à política econômica. Ele constitui uma tentativa de manter um pensamento crítico e independente sobre livros, sobre questões culturais em geral, focando numa discussão bem informada sobre temas de relações internacionais e de política externa do Brasil. Para meus livros e ensaios ver o website: www.pralmeida.org. Para a maior parte de meus textos, ver minha página na plataforma Academia.edu, link: https://itamaraty.academia.edu/PauloRobertodeAlmeida

domingo, 20 de outubro de 2019

Pesquisa Veja/Poder 360: cenários para 2022

Bolsonaro lidera intenções de votos para 2022, diz Veja/FSB

Fernando Haddad tem 17%
Huck aparece com 11%
Ciro Gomes registra 9%
Jair Bolsonaro durante seu 1º desfile num 7 de Setembro como presidente da República Sergio Lima/Poder360 - 7.set.2019

18.out.2019 (sexta-feira) - 7h46
atualizado: 18.out.2019 (sexta-feira) - 16h13
Jair Bolsonaro lidera a disputa para as eleições presidenciais de 2022 apesar de passar por 1 momento de turbulência em seu partido, o PSL. O atual presidente da República conta com 34% das intenções de voto. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) tem 17%. Em seguida aparecem o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), com 11%, e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), com 9%.
João Amoêdo (Novo) fica em 5º lugar com 5% das intenções. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aparece logo em seguida com 3%.
Há ainda 10% dos eleitores que não escolheram nenhum candidato. Outros 7% não iriam votar ou dizem não saber responder. Nulos e brancos somam 5%. Leia aqui a íntegra do estudo.
Os dados foram divulgados nesta 6ª feira (18.out.2019) pela revista Veja e foram sondados pela FSB. A pesquisa foi feita por telefone com 2.000 eleitores de 11 a 14 de outubro de 2019 em todos os Estados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.
Eis os outros 2 cenários de 1º turno:

2º TURNO

Segundo o levantamento da FSB, Bolsonaro empata na margem de erro com Huck (38% a 34%) e seu ministro da Justiça, Sergio Moro (38% para o ex-juiz da Lava Jato contra 34% para o militar).

Aprovação: segue estável

A pesquisa mostra que 33% aprovam o governo Bolsonaro, contra 30% da pesquisa anterior, em agosto. A rejeição ficou em 37%; no último levantamento era de 35%

Nenhum comentário: